domingo, junho 26, 2005

O Elefante Impossível



E aqui estou novamente nessa respeitada instituição de ensino.
Eu cheguei a uma conclusão, trainspotting me ajudou.
Eu posso inventar mil desculpas, eu posso inventar mil motivos...
Todos são mentira.
Apenas desculpas inventadas pela minha cabeça.
Eu não tenho motivo para não ir, eu não tenho nenhum empecilho se analisarmos tudo isso racionalmente.
São todas desculpas inventadas pela minha cabeça, todas, porque talvez eu não queira mesmo ir.
Porque?
Porque eu quero ir para outro lugar, mas para onde eu quero ir, custa muito caro.
Aliás, é praticamente impossível ir para lá, já me disseram que isso é frescura, mas é verdade, é impossível.
Impossível.
Então eu devo mesmo ir para o lugar possível, porque não tenho nenhum motivo racional para não ir.
Mas isso é motivo o bastante?
Não seria muita falta de honra ir para um lugar porque você simplesmente sabe que o outro é impossível?
Talvez o motivo para não ir seja justamente esse.
Desculpa.
Mas se é impossível, não devo ir, então, qual o empecilho?
Talvez eu queira o impossível.
Se é impossível, vá ao possível, não há porque não.
Vá ao possível.
Vou tentar.
Eu gosto do possível.
Eu gosto, eu juro.
Mas e o impossível?
Não.
Esqueça.
É tudo desculpa da minha cabeça.
Mesmo assim, minha alma ama o impossível.

domingo, junho 12, 2005


...Ah, e como recusar o sentimento mais nobre que existe? Mande infinitos
sonhos para seu amor platônico, olhares de fome, horas perdidas,
palavras despedaçadas e um sorrisinho de cortesia, um dia o endereço
vai mudar, e a única diferença vai ser o lugar para onde mandar tudo isso...

Feliz dia dos Namorados e um próspero ano novo. Que todos os seus sonhos se realizem.

Quem inventou o Dia dos Namorados? Essa data comemorativa tão capitalista, respeitada e solene, quanto qualquer outra, carregada com a desculpa do amor?
Amor?
Lembrei do Cássio:
Você acha que alguma pessoa nesse instante no mundo sabe o que é o amor? Ou está amando? De verdade?
É apenas um encantamento, é apenas Libido.

Amor - Afeição profunda; conjunto de fenômenos cerebrais e afetivos que constituem o instinto sexual; paixão; entusiasmo; apego; desejo veemente de a possuir, de a gozar.

Carência. O homem ama para não enlouquecer. Acho que tudo isso é psicológico.

Como se livrar de uma merda? Muitas merdas no Dia dos Namorados. Sapólio poderia ser bom. Como se livrar de uma merda que te olha com cara de fome?
Não há como os amores novos para os velhos esquecer.

Ela disse que ia morrer virgem. Agora está com um filho nos braços. Ele está preso a ama-la, um amor incondicional, amor de mãe e filho é incondicional. O sangue puxa. Escravo do amor.

E a carência levou o homem a criar Deus. Não existe maior prova da carência humana e desejo de auto-afirmação do que Deus. Deus te ama, não importa como você seja. Se você não tem um namorado, não fique triste, Deus te ama.

Paixão -Sentimento excessivo; afeto violento; amor ardente; entusiasmo; grande mágoa; cólera; objeto de afeição intensa; vício dominador; parcialidade; alucinação; sofrimento prolongado; o martírio de Cristo ou dos santos martirizados.

Então seria quando você fica com dor de estômago só de pensar que pode encontrar aquela pessoa? Quando você desvia os caminhos para não encontra-lo no corredor?
Love you so much it makes me sick.
Da onde surgiu a necessidade de ser amado?

A adolescência é um período muito turbulento. A melhor coisa a se fazer nessa época é arranjar um namorado – Livrinho de ajuda a adolescentes da mãe da Carol.

Vai, você sabe dirigir?
E onde você vai dormir hoje?
Posso ir junto?
Posso dormir com você?

Amor platônico- diz-se ordinariamente do amor que duas pessoas de sexo diferente têm uma pela outra, quando esse amor é isento de qualquer desejo sensual.

Um bebê diz a outro: tenho sorte por ter te conhecido.
Eu não me importo com o que você pensa a não ser que seja sobre mim.
E é agora minha missão drenar você completamente.
Uma viagem por um longo tubo e ganho sua afeição.
Não deveria esperar você passar.
Você é minha vitamina, da minha boca pra sua.
Eu gosto de você.

O polaquinho tocador é mestre.

Tudo se deve ao cheiro, vários fenômenos cerebrais se iniciam quando você gosta do cheiro de alguém. Mas você não sabe. Não, não é do livro do Grenouille, eu vi isso em um programa da Cultura.

Vamos sair por aí catar algumas estrelas?

Amar é suicídio.

Desculpem qualquer coisa,
Eu amo a todos,
Feliz Dia dos Namorados.

domingo, junho 05, 2005

Lacuna: melhor cadência que espaço

A Rainha da Melancolia impera novamente sobre seus vastos campos de cereja.
Eu odeio cerejas
Tanto o cheiro quanto o gosto.
O Rei da Indecisão Angustiada está de volta ao planeta das melodias mal feitas.
Ele está tentando fazer uma canção triste
Está soando hipocritamente feliz.
Os senhores da paz estão baixando silenciosamente na praça da repetição.
Eles são maus com as crianças
Estão jogando fora seus sonhos apodrecidos.
E Deus não está vendo nada
Ele pode pagar barato para ir até o céu.

Ninguém cuida de nada por aqui
São realmente uns irresponsáveis.