domingo, novembro 12, 2006

aranha mãe de estupro

O ratinho foi ali e violentou a aranha.
Abriu-lhe as pernas com força.
A aranha, mãe de estupro, se matou.

Agradecida.

Delírios de grandeza

Ele continua fingindo que finge.

Precisa acreditar nisso.

Será que?

Acho que...

Suas anotações, tão pequenas, não cabem em todos os cadernos que ele compra.

Suas anotações. Tão grandes anotações.

Todos os cadernos estão vazios.

...

Havia uma menina que sonhava com tartarugas sangrando e acordava sempre chorando

Limpagem

Existia um menininho tosco que costumava comer tudo em uma posição fetal no seu quarto

Ele ficava lá, enrolado e envolto pela sua própria tristeza

E era essa música que embalava os mais deploráveis e depravados sonhos do menino

Ele havia comido todo o resto do natal

Agora, ele só queria vomitar. Ele queria vomitar o mundo que havia engolido sem querer, todas aquelas coisas que não lhe pertenciam e só faziam mal para o estômago

Ele queria vomitar e parar de se importar

Ele queria desgrudar e desinfetar

E principalmente, queria parar de passar mal

Fazer uma lavagem estomacal, uma raspagem no útero

Queria virar do avesso, cortar o cordão umbilical

Então, iria apenas atrás de seu doce.

Apenas seu doce.

Nada além dele.

Linfócitos amigos

E eles começaram a andar todos em fila para ir embora e ser felizes.

Na verdade eles foram expulsos porque gastavam muito.


Alguma coisa grudenta,
grudenta e pesada vai
escorrendo dentro de você
e levando tudo para fora
e para baixo, onde você
pode cair porque é bem
macio, mas por dentro
você sabe que sempre
esteve podre e prestes
a desgrudar, as partes
que são bem vagabun-
das da vida, sempre
dando atrás da cortina
dos linfócitos amigos
que morreram ontem.
Porque você não presta.
E foram os linfócitos
que disseram isso.



Só foi um dia ruim para ele

Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny era um cara legal e bonito, então porque só foi um dia ruim para ele?

E era tão complicado que existissem tantas qualidades de uvas, e tantas qualidades de maçã. Quem foi que teve a coragem de fazer isso?

Às vezes o corpo dele ficava tão pesado, que ele acabava caindo para frente, onde quer que estivesse. Na carteira do colégio, direto para o chão de um salão cheio de balões pintados de felizes, direto para cama, por cima dela, com a cara no asfalto.

Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny, Jhonny. Jhonny só queria um abraço, mas hoje dormiu na terra.

Só foi um dia ruim para ele, mas agora as minhocas entendiam bem seu ponto de vista. Como alguém podia ser tão legal???

Jhonny acordou no outro dia. Escolheu as frutas que talvez nem fossem suas, mas eram precisas. Jhonny caiu. Jhonny sentiu frio e voltou para as minhocas. Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny acordou no dia seguinte.

Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny acordou no dia seguinte.

Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny acordou no dia seguinte.

Só foi um dia ruim para ele.

Jhonny tinha uma corda, mas sabia respirar. Jhonny ainda sonhava com cordas mesmo assim.